Imagenologia: a importância do exame de imagem para o diagnóstico


Tomografia computadorizada, ultrassonografia, ressonância magnética: esses exames têm em comum o fato de pertencerem à imagenologia. Essa área abrange o conjunto de técnicas utilizadas para obter imagens do corpo humano com objetivos científicos ou de diagnóstico.

O conceito surgiu no século XIX, quando começaram a ser realizados os primeiros procedimentos de investigação por imagem. De lá para cá, a imagenologia evoluiu significativamente e tornou-se fundamental no exame e diagnóstico de funções e patologias do corpo humano. Saiba mais!

Afinal, o que é imagenologia?

A imagenologia ou imagiologia médica nada mais é do que uma especialidade da Medicina cujo objetivo é utilizar técnicas e procedimentos para obtenção de imagens do corpo humano. Estas têm por objetivo a análise para fins acadêmicos, de planejamento cirúrgico ou diagnóstico clínico.

Durante quase 50 anos — a partir de 1895 — quando foram descobertos os raios-X, a imagenologia limitou-se basicamente às radiografias simples e contrastadas. Nos últimos 50 anos, no entanto, a área se desenvolveu de maneira intensa com o surgimento de conceitos como a angiografia convencional, a medicina nuclear e a tomografia computadorizada. Todas essas tecnologias foram desenvolvidos na segunda metade do século XX.

Já os mais modernos, exames como PET Scan, foram desenvolvidos na primeira metade dos anos 1970. Eles tiveram seu uso restrito à investigação médica até o início dos anos 1990 e tornaram-se mais populares somente nos anos 2000.

Qual é a importância da imagenologia no diagnóstico clínico?

A imagenologia exerce um papel fundamental no diagnóstico das enfermidades das mais diversas especialidades médicas, bem como na investigação e educação na área de Saúde.

Com os avanços tecnológicos, os procedimentos têm se tornado cada vez mais específicos, o que possibilita o exame de tecidos e estruturas do corpo com precisão de detalhes e aumenta suas aplicações clínicas.

Em áreas como a reumatologia, por exemplo, o uso da imagenologia na forma da ultrassonografia aliada ao recurso do power doppler permite a detecção com maior eficácia da artrite inflamatória na fase inicial, em que a intervenção terapêutica pode ser decisiva.

Na área da obstetrícia, uma das aplicações mais populares da imagenologia é a ultrassonografia. O procedimento permite a identificação precoce de malformações fetais como a anencefalia e holoprosencefalia. Ela auxilia no rastreamento de anomalias congênitas e permite a avaliação de problemas cardíacos, no sistema nervoso central e digestivo do feto, entre outros.

Ainda que estes sejam exemplos importantes, os benefícios da imagenologia não se limitam a essas especialidades. A oncologia, a cardiologia e a gastroenterologia são algumas das muitas outras áreas da Medicina que se utilizam dos exames por imagem para diagnosticar precocemente enfermidades.

Conheça alguns dos exames que fazem parte da imagenologia e entenda como eles impactam o diagnóstico clínico:

  • Wcodoppler: o exame de imagem é utilizado para avaliar e diagnosticar doenças vasculares bem como planejar procedimentos cirúrgicos nesta região. Além disso, com o ecodoppler também é possível examinar varizes e realizar o diagnóstico de trombose venosa.

  • Ecocardiograma: com enorme riqueza de detalhes e informações, o exame é utilizado para realizar o diagnóstico de enfermidades cardíacas congênitas em adultos e crianças, seja no contexto ambulatorial, hospitalar, eletivo ou de urgência.

  • Endoscopia: o procedimento é utilizado para diagnosticar doenças do trato digestivo, notadamente de órgãos como esôfago, estômago e duodeno, auxiliando o especialista a identificar causas de sintomas como dor abdominal, azias, náuseas, vômitos, sangramentos e refluxos.

  • Ultrassonografia: o modelo de diagnóstico por imagem utiliza ondas ultrassônicas de alta frequência para a visualização de estruturas internas do organismo de maneira rápida, segura e acessível.  O exame é utilizado não só para o acompanhamento da gestação, como para o diagnóstico de enfermidades objeto de estudo de diversas especialidades, como mastologia, ginecologia e oncologia.

  • Ressonância magnética: o exame por imagem é utilizado para gerar imagens de órgãos e processos fisiológicos que auxiliam no diagnóstico de doenças neurológicas, cardiovasculares, músculo-esqueléticas ou do trato digestivo.

  • PET scan: o exame por imagem possibilita a detecção de substâncias químicas radioativas no corpo humano, o que permite o diagnóstico precoce de lesões oncológicas, o melhor planejamento da radioterapia e a escolha da melhor região para a realização de uma biópsia, entre outras utilidades.

  • Spect: também chamada de tomografia computadorizada por emissão de fóton único, a técnica utiliza radiação ionizante de raios gama para fornecer imagens em 3D do paciente, possibilitando uma visualização detalhada das funcionalidades de diversos sistemas do corpo humano.

  • Tomografia computadorizada: espécie de radiografia em 360 graus, a modalidade de diagnóstico gera imagens que podem ser analisadas sob qualquer ângulo. O exame pode ser realizado em adultos e crianças, nas modalidades eletivas ou de emergência, com o objetivo de diagnosticar enfermidades que vão de lesões ortopédicas a doenças graves, como câncer e AVCs.

Desenvolvimento da imagenologia exige profissionais capacitados

O constante desenvolvimento da área exige profissionais cada vez melhor preparados e constantemente atualizados, capazes de operar com eficiência equipamentos para a realização de exames de última geração.

Para garantir um lugar entre os melhores profissionais da área e estar um passo à frente da concorrência, a pós-graduação em Imagenologia surge como uma alternativa interessante para biomédicos, tecnólogos em radiologia, médicos, enfermeiros e odontólogos que desejam dar um upgrade na carreira e manter-se em dia com as principais técnicas e procedimentos da área.

Nesses cursos, o aluno poderá aprofundar-se em temas como física médica com ênfase em medicina nuclear, PET scan, Spect e radioterapia, patologia aplicada à imagenologia e protocolos de exames em medicina nuclear entre outros assuntos, o que garantirá uma formação sólida e diversificada e permitirá uma atuação cotidiana muito mais segura e aprimorada.

Gostou de saber um pouco mais sobre a importância da imagenologia no diagnóstico de enfermidades? Se você deseja se especializar na área e dar um salto na sua carreira, matricule-se agora mesmo nos cursos de pós-graduação em Imagenologia oferecidos pelo IEFAP!


Fale Conosco

Iefap - Conheça nossos cursos de Pós-Graduação








Av. Advogado Horácio Raccanello Filho, 5620

Maringá - PR

iefap.cursos@iefap.com.br

(44) 3123-6000

(44) 9 8813.1364