Consulta médica: otimize seu tempo e melhore a produtividade


Historicamente, a graduação em Medicina deu ênfase nos processos diagnósticos. Porém, após a qualificação, os médicos deveriam refinar essas habilidades e também desenvolver conhecimentos específicos no gerenciamento de atendimento de pacientes. Neste artigo, veremos como a consulta médica pode ser otimizada sem correr o risco de se perder apenas na parte técnica.

Compreendendo a consulta médica

Os médicos de formação mais antiga, não eram preparados para trabalhar em consultas de clínica geral, embora essas consultas fossem comuns na prática médica. Havia uma necessidade de definir e de melhorar as habilidades para a prática geral.

Tais habilidades não eram ensinadas no curso de medicina, pois geralmente se aprendiam na prática. O desenvolvimento para uma consulta médica mais humanizada e adaptada aos padrões atuais, modernos e focados no paciente e não na doença, fizeram com que os currículos fossem mudados, adaptando-se a um novo padrão..

Assim, na realidade médica atual, as universidades optam pelo desenvolvimento de uma melhor compreensão da consulta médica. Isso, por sua vez, ajudou a melhorar o ensino necessário para uma melhor consulta médica e um otimizado atendimento aos pacientes.

Essas habilidades são agora ensinadas aos estudantes de graduação e de pós-graduação mostrando como o aprimoramento é benéfico para os médicos e pacientes.

Um dos ensinamentos para os novos formados em medicina é sobre refletir acerca dessas mudanças de atitudes nos médicos, uma apreciação do tipo de abordagem para manter um bom relacionamento médico-paciente.

Como obter o máximo da sua consulta médica

Aqui estão algumas boas práticas para garantir que você esteja preparado para tirar o máximo proveito de sua consulta médica.

Por que a análise de consulta é importante?

Os estudantes de medicina são ensinados a diagnosticar doenças no modelo básico, de histórico de saúde, exame e investigação. Porém, a análise da consulta médica é muito mais profunda.

Existe uma certa pressão quanto ao tempo dentro de uma consulta médica, pela necessidade de concluir uma lista de objetivos cada vez mais complexos, e da própria expectativa dos pacientes. São metas impostas que visam alcançar e demonstrar eficiência e eficácia, e isso também pode afetar a consulta.

Uma boa consulta médica deve atingir vários objetivos, incluindo um bom relacionamento médico-paciente, habilidades melhoradas que podem ser aprendidas na análise da consulta, entre outras. Em geral, deve-se seguir esses passos.

1. Objetivo da consulta médica

Definir o motivo da presença, incluindo uma boa coleta de dados, da história, das preocupações e expectativas do paciente e os efeitos do problema. Saber porque o paciente realmente veio? Existe uma expectativa falsa ou ilusória? Existem medos que precisam ser dissipados ou outros problemas que necessitam ser abordados?

Considere outros problemas. Inclua problemas contínuos e fatores de risco. Isso inclui gerenciamento clínico. Pode ser prescrição que talvez envolva acompanhamento. A análise da consulta médica não se resume apenas aos aspectos psicossociais, mas também verifica se estão sendo observadas boas práticas clínicas. A ação apropriada também pode incluir um exame físico relevante e realizado com competência.

Neste momento, o importante é fazer bem a pré-consulta que vem antes da entrevista. Ter uma equipe treinada para que o atendimento seja rápido é garantir que cadastros e coletas sejam bem feitas.

O uso de aplicativos médicos que armazenem prontuários e prescrições ajudam a reduzir o tempo de espera, além de otimizar o tempo dos profissionais.

2. Consentimento

Alcance um entendimento compartilhado. Por isso, é importante que o paciente entenda o processo da doença, seu tratamento, pois isso pode melhorar a adesão.

O paciente precisa saber por que é importante que certos estilos de vida e hábitos sejam alterados e a necessidade de seguir regimes específicos de tratamento. Isso coloca um certo grau de responsabilidade no paciente.

3. Responsabilidade mútua

Envolva o paciente no gerenciamento. Ou seja, isso também pode fazer parte da responsabilidade do paciente como um desafio válido. Faça perguntas que devem ser abertas, dando ao paciente a oportunidade de expandir, sem interrompê-lo. Dessa forma, demostre atenção e mantenha o contato visual tanto quanto possível.

4. Otimize o tempo

Use o tempo a favor e os recursos tecnológicos adequadamente. Isso se aplica tanto durante a consulta quanto a longo prazo. A otimização é feita por uma agenda bem organizada. De nada adiante recolher dados do paciente sem uma agenda capaz de estar atualizada.

5. Mantenha um bom relacionamento

Estabeleça ou mantenha um bom relacionamento. A relação médico-paciente permanece crucial para o sucesso da prática médica. Sempre pareça interessado no paciente. Seja acolhedor, o médico pode encorajar conforto e confiança desde o início.

Saiba esclarecer pontos, resumir, refletir declarações, averiguar a compreensão. A empatia é importante e, para alguns pacientes, pode ser tudo o que é necessário, formando também uma terapia.

Existem muitas e variadas habilidades que podem ser aprendidas adotando uma abordagem aberta e autocrítica da análise de consulta médica. Para muitas pessoas, visitar um médico não é algo que elas gostariam de fazer. A espera por longo tempo nas salas dos consultórios não é bem vista por pacientes, nem tampouco aqueles atendimentos que duram somente o tempo de preencher a receita.

Por exemplo, o paciente, por sua vez, pode também ser orientado a se preparar, como conhecer o médico. O médico tem mais possibilidades de chegar a um diagnóstico adequado se o paciente estiver bem preparado. Certificar-se de trazer ou ter acesso digital a todos os seus registros médicos é importante.

Desta forma, é fundamental saber aproveitar e otimizar o tempo em uma consulta médica, sem comprometer a qualidade do atendimento. Estas dicas foram úteis para você? Saiba que aproveitar melhor o tempo de uma consulta médica é deixar seus pacientes recompensados.

Agora é com você! Não deixe de ler Vantagens e desvantagens em atender por plano de saúde! e siga nosso blog!

Aproveite também e conheça os cursos de pós-graduação do IEFAP e invista no seu futuro!


Fale Conosco

Iefap - Conheça nossos cursos de Pós-Graduação








Av. Advogado Horácio Raccanello Filho, 5620

Maringá - PR

iefap.cursos@iefap.com.br

(44) 3123-6000

(44) 9 8813.1364