Colesterol alto: tudo o que você precisa saber sobre o vilão


O colesterol alto tornou-se, nos últimos anos, notícia de capa de jornal e revistas especializadas em saúde fitness e estilo de vida saudável. E uma abordagem mais precisa para quem começa a se especializar na área de cardiologia é muito importante. Se você que está cursando alguma área da saúde e medicina, é muito importante iespecializar-se  sobre o colesterol.

Leia o nosso texto e descubra o impacto que o colesterol alto pode desempenhar na saúde de uma pessoa.

O que é colesterol?

Para entender como o colesterol, seja o bom (HDL) ou o colesterol ruim (LDL), afeta a saúde, você deve primeiro saber o que realmente é colesterol.

O colesterol é uma substância cerosa e gordurosa encontrada praticamente em todas as células do corpo. O fígado produz colesterol e também pode ser encontrado em alguns alimentos, como carnes e laticínios. O corpo precisa de colesterol para funcionar corretamente. O organismo precisa de colesterol para fabricar hormônios e sintetizar a vitamina D, entre outras funções.

Mas se ele tem muito colesterol ruim no sangue, ou seja, colesterol alto, com certeza a pessoa terá um risco maior e mais chances de adquirir uma doença arterial coronariana.

Assim, como uma substância cerosa, o colesterol não é naturalmente “ruim”. Na verdade, o corpo precisa de colesterol para construir células. Porém, o excesso de colesterol alto do tipo LDL pode representar um problema. O colesterol vem de duas fontes basicamente:

O fígado produz todo o colesterol que o corpo precisa. O restante do colesterol no organismo provém de alimentos derivados de animais. Por exemplo, carne, aves e produtos lácteos integrais contêm colesterol, que é chamado de colesterol dietético.

Esses mesmos alimentos são ricos em gorduras saturadas e trans. Essas gorduras fazem com que o fígado produza mais colesterol do que o faria naturalmente. Para algumas pessoas, essa produção adicional significa que vai de um nível normal de colesterol para um que não é saudável, o colesterol alto.

Então o colesterol é importante?

De certa forma sim, desde que não seja o colesterol alto. O colesterol circula no sangue. Como a quantidade de colesterol no sangue pode aumentar, o mesmo acontece com o risco para a saúde. É por isso que é importante testar o nível de colesterol alto para que a pessoa possa conhecer seus riscos.

Basicamente existem dois tipos de colesterol:

  • o colesterol LDL, que é ruim;
  • o HDL, que é bom.

O colesterol LDL, que é do tipo ruim, aumenta o risco de que se acumule lentamente nas paredes internas das artérias que alimentam o coração e o cérebro.

>>> Leia mais sobre Medicina ortomolecular: da nutrição e consumo de água.

Já os alimentos que contém colesterol HDL, o tipo bom, contêm colesterol dietético, são alimentos ricos em gordura insaturada, diferente de alimentos com gorduras trans que acionam o fígado para produzir mais colesterol.

Como a típica dieta ocidental é carregada de esses alimentos gordurosos, o aumento dos níveis de colesterol alto levou a uma epidemia de problemas de saúde. Os níveis de colesterol alto no sangue podem desempenhar um papel sério nas condições para o desenvolvimento de:

  • doença arterial;
  • produzir ataque cardíaco;
  • acidente vascular cerebral
  • doença arterial periférica (estreitamento das artérias em suas extremidades).

E ainda, o colesterol alto no sangue aumenta mais o risco de doenças cardíacas quando combinado com outros fatores de risco, como o diabetes tipo 2, hipertensão arterial, tabagismo e histórico familiar de doença cardiovascular.

O LDL, que é chamado de colesterol “ruim”, porque se acumula na forma de placa nas paredes das artérias, o que é chamado de aterosclerose. Com o tempo, o acúmulo de placa impede o fluxo sanguíneo saudável para o coração, cérebro e até pernas, o que aumenta o risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e doença arterial periférica.

Outro problema é o tipo de gordura no sangue como os triglicerídeos, que são uma forma de gordura que circula pelo corpo, ingeridas através de alimentos e que aumenta o nível de LDL (colesterol alto) nas paredes das artérias. Mas por que algumas pessoas têm maior probabilidade de ter colesterol alto do que outras?

Entender por que algumas pessoas têm níveis de colesterol alto e outras não é tão simples quanto parece. Por exemplo, embora seja mais provável que o colesterol de uma pessoa com sobrepeso esteja em um nível insalubre, também é verdade que muitas pessoas magras podem ter colesterol alto. Aqui estão alguns dos fatores que afetam os níveis de colesterol:

  • Hereditariedade: pode tornar algumas pessoas geneticamente propensas a níveis de colesterol alto. 
  • Tabagismo: embora não cause diretamente o colesterol alto, ele é, por si só, um grande risco comprovado para doenças cardíacas e derrames. 
  • Dieta: o que a pessoa come certamente desempenha um papel muito importante na sua saúde do coração, mas não é tão simples como evitar a gordura. 

Formas de lidar com o colesterol alto

Quando se trata de colesterol alto, é preciso lembrar que deve-se:

  • Verificar os níveis de colesterol e entender seus números.
  • Mudar a dieta e estilo de vida imediatamente para ajudar a melhorar esses níveis.
  • Controlar o colesterol alto, com a ajuda do médico especialista.

O colesterol alto é um dos principais fatores de risco controláveis ​​para a doença coronariana. Para manter os níveis de colesterol abaixo de 200 miligramas por mg/dl, é essencial também fazer exercícios, ter uma dieta balanceada, manter um peso saudável e parar de fumar.

Mas existem certos mitos sobre o colesterol, então saiba que nem todo colesterol não é uma sentença de morte que as pessoas acham que é. O colesterol do tipo HDL não é um vilão escondido que lança ataques ao coração. Vimos que o corpo precisa destes para formar membranas celulares, para produzir vitamina D, hormônios esteroides e ficar vivo. 

Níveis de colesterol: o que você precisa saber

Como você deve medir os níveis de colesterol? Um exame de sangue chamado “painel de lipoproteína” pode medir os níveis de colesterol. Antes do teste, o médico avisa ao paciente que deve jejuar, não comer ou beber nada além de água, de 9 a 12 horas. O teste fornece informações sobre o colesterol alto da pessoa.

Aqui estão os níveis saudáveis ​​de colesterol, com base na idade e sexo:

Para qualquer pessoa com 18 anos ou menos, com colesterol saudável:

Colesterol total – Menos de 170 mg/dl
Sem-HDL – Menos de 120 mg/dl
LDL – Menos do que 100 mg/dl
HDL – Mais de 45 mg/dl

Homens com 20 anos ou mais:

Colesterol total – 125 a 200 mg/dl
Sem-HDL – Menos de 130 mg/dl
LDL – Menos do que 100 mg/dl
HDL – 40mg/dL ou superior

Mulheres com 20 anos ou mais:

Colesterol total – 125 a 200 mg/dl
Sem-HDL – Menos de 130 mg/dl
LDL – Menos do que 100 mg/dl
HDL – 50mg/dL ou superior

Com que frequência se deve fazer um teste de colesterol? Quando e com qual frequência se deve fazer um teste de colesterol depende da idade, de fatores de risco e histórico familiar do paciente.

Gostou deste post sobre tratamento e diferenças entre o colesterol alto e baixo? Se você quer conhecer mais sobre este e outros tipos de tratamentos, invista em um curso para seu futuro! Inscreva-se agora mesmo no curso de Pós-Graduação Cardiologia do IEFAP!


Fale Conosco

Iefap - Conheça nossos cursos de Pós-Graduação








Av. Advogado Horácio Raccanello Filho, 5620

Maringá - PR

iefap.cursos@iefap.com.br

(44) 3123-6000

(44) 9 8813.1364